Sexta-feira, Abril 12, 2024

Nova Iorque – O Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, elogiou, na terça-feira, os esforços de Angola na busca de soluções para a paz e estabilidade regional.

Segundo António Guterres, o envio de tropas por parte de Angola constitui uma contribuição significativa para o alcance da paz e estabilidade na República Democrática do Congo (RDC) e consequentemente na sub-região.

Na qualidade de mediador do conflito no Leste da RDC, o Chefe de Estado angolano levou as partes a um entendimento que resultou num acordo de cessar-fogo naquela região, desde 7 de Março deste ano.

Para garantir o cumprimento do acordo, a Assembleia Nacional aprovou, a pedido do Presidente da República, por unanimidade, o envio de um contingente de 500 soldados para a República Democrática do Congo (RDC).

A missão angolana deve assegurar as áreas de acantonamento dos elementos do M23 e proteger os integrantes do mecanismo Ad-Hoc de verificação, na sequência do cessar-fogo entre as tropas governamentais e os rebeldes.

António Guterres, que falava na cerimónia de cumprimentos de despedida da embaixadora de Angola junto da ONU, Maria de Jesus Ferreira, que se encontra em fim de missão, aproveitou ainda a ocasião para felicitar a diplomata pelo trabalho que desempenhou durante o seu mandato.

Por seu turno, a embaixadora Maria de Jesus Ferreira, agradeceu ao Secretário-geral da ONU e à sua equipa pelo apoio prestado durante o seu mandato.

A diplomata enalteceu os esforços do Secretário-Geral da ONU pelo seu engajamento na busca de soluções para a paz e estabilidade mundiais, assim como as diversas reformas que tem implementado dentro do sistema da ONU.

Maria de Jesus Ferreira reiterou o compromisso de Angola com a paz e segurança internacional, sobretudo a nível do Continente africano, destacando a aprovação pela Assembleia Nacional, a pedido do Presidente João Lourenço, do envio de um contingente para a RDC, por um período de um ano, a ser renovado, caso seja necessário.

A diplomata informou que durante o período transitório, até a chegada do novo Embaixador e Representante Permanente de Angola junto das Nações Unidas, estará à frente da missão, o representante permanente Adjunto, embaixador João Gimolieca.

Maria de Jesus Ferreira desempenhou a função de Representante Permanente junto das Nações Unidas, em Nova Iorque, de Fevereiro de 2018 a Março de 2023.

A diplomata vai desempenhar a mesma função na República Portuguesa.

Fonte: JA

You may also like

Deixa um Comentário

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies