Quarta-feira, Abril 24, 2024

TIO COLOCA DUAS SOBRINHAS MENORES A PROSTITUÍREM-SE NO MUNICIPIO DE VIANA

Rosalina Domingos, porta-voz INAC Nacional da Criança (INAC), afirmou que no período de 15 a 21 de Abril de 2023, registou um total de 69 casos de violência contra a criança, tendo uma delas ocorrido no município de Viana, onde um tio colocou duas crianças de sete e oito anos a prostituírem-se, em troca de valores monetários.

Por: apostolado
0 comentário

O Serviço de Denúncia SOS – Criança, que atende pelo terminal telefónico 15015, recebeu um total de 352 denúncias de violência contra a criança todo o país, no período de 15 a 21 de Abril, com destaque para o caso de exploração sexual de que vem acusado um tio, no município de Viana.

O tio, segundo Rosalina Domingos, porta-voz do INAC, tem instrumentalizado as duas sobrinhas, de sete e oito anos de idade, para a prática de exploração sexual na via pública, com fins lucrativos.

“Novamente no município de Viana, recebemos a denúncia de abusos sexuais em que são vítimas duas crianças de 7 e 8 anos de idade, de acordo com a denúncia, o mesmo tio arranja cliente e cobra os valores, para abusarem sexualmente das menores”, disse, tendo acrescentado que o caso foi encaminhado para o Comando Municipal da Polícia Nacional.

A cidade capital preencheu o relatório do INAC, com um saldo de 69 casos de violência contra a criança. É nesta cidade que o INAC recebeu também, no município de Luanda, duas denúncias de abuso sexual, em que é vítima uma criança de 14 anos de idade, que tem sido abusada pelo pai, de aproximadamente 40 anos de idade.

A pequena tem vindo a ser abusada desde os seus seis aninhos, e viveu calada durante oito anos, diante desta prática recorrente perpetrada pelo seu progenitor. O acusado está detido, e a criança está a ser acompanhada pela direcção municipal da Acção Social.

O outro caso é de uma criança de 15 anos de idade, acto também praticado pelo próprio pai, de 55 anos de idade, que se aproveitava do momento em que a mãe se ausentava para ir trabalhar, uma vez que a mesma trabalha no período nocturno.

De acordo com a denúncia, os familiares se aperceberam por meio da mãe de uma amiga da menor, uma vez que a vítima desabafou com a sua amiga através das redes sociais.

Rosalina Domingos continua a aconselhar a protecção da criança contra a violência, e chama a atenção que todos devemos ser responsáveis por esta protecção. Nunca se calar, perante um acto de violência, e ligar para o 15015, é o que se recomenda. OPAÍS. Escuta o audio da porta voz do inac.

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies