Quarta-feira, Abril 24, 2024

SUPOSTO DESVIO DE 80 MILHÕES DE KWANZAS CONTINUA A SER O GRANDE ” PANO DE FUNDO ” E PODE FORÇAR UM CONGRESSO EXTRAORDINÁRIO NO PDP ANA.

Numa conferência de imprensa realizada quarta-feira (17) na sede do Partido Democrático para o Progresso de Aliança Nacional Angolana (PDP ANA), o seu actual presidente Abreu Capitão Bernardo aproveitou para refutar as várias acusações feitas por Costa Yowani vice presidente e António Ludiabana secretário geral, sobre suposto desvios de dinheiro.

Por: apostolado
0 comentário

Sobre os 35 milhões de kwanzas, o presidente do partido justificou que serviram para adquir uma residência na zona do Palanca Rua Olímpio Macuéria, que por sinal passado em seu nome pessoal, onde funciona a actual sede do partido ” na reunião do bureau político eu informei porque coloquei em meu nome, era com o objectivo de facilitar a negociação “.

Questionado sobre as razões de terminado o processo de negociação, o imóvel permanecer ainda em seu nome, Abreu Capitão Bernardo respondeu ” ao invés de me exigir trabalho, os militantes estão me exigir mudar o nome, temos que nos preocupar ainda com o trabalho no partido, tudo o resto fica para depois “.

Segundo uma circular distribuída à imprensa pela Direcção do PDP ANA, os militantes Costa Yowani e António Ludiabana encontram-se suspensos.

Ao Jornal Apostolado, os militantes ora mencionados reagiram afirmando que ” quem pode ao abrigo do nosso estatuto suspender-nos é somente o comité central ou o congresso; o presidente não tem competência de suspender o vice presidente nem o secretário geral por serem membros da eleição e não da nomeação “.

Costa Yowani e António Ludiabana respectivamente, reafirmaram a intenção de levar o partido a um congresso extraordinário com previsão de ser realizado de 9 à 10 de Junho próximo que irá analisar e tomar medidas para reversão da situação criada por Abreu Capitão Bernardo eleito há pouco menos de 15 meses, a quem desafiam a um debate, com o objectivo de esclarecer a opinião pública sobre as acusações de que tem sido alvo.

Dentre vários assuntos, pesam sobre o actual presidente Abreu Capitão Bernardo acusações sobre os desvios de fundos, e consta ainda na moção o desvio de 5 milhões de Kwanzas justificada na contribuição conjuntas das sedes provinciais da CASA CE, valores que a coligação nega ter recebido, bem como a tentativa de transferência da conta do partido para a sua conta pessoal,  tentativa esta inviabilizada pelo Banco de Poupança e Crédito (BPC).

Por outro lado é acusado também de abandonar o partido pela conduta indecorosa, devido a detenção pelos Serviços de Investigação Criminal por venda de carros roubados. Escuta o aúdio da conferência de imprensa.

 

Repórter Delgado Teixeira

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies