Sábado, Julho 6, 2024

MORREU O ROSTO DA ONG SOS HABITAT, LUIS ARAÚJO AOS 70 ANOS.

De lembrar que o ativista foi uma figura notável que liderou a SOS Habitat e lutou contra demolições inadequadas realizadas pelo governo do MPLA.

Por: apostolado
0 comentário

Faleceu neste domingo, 5, vítima de doença, o ativista angolano Luiz Araújo, que no passado se destacou como coordenador da ONG SOS Habitat. O ativista iria completar 70 anos no próximo dia 24 de dezembro.
Raul Araújo, que travou uma batalha contra o cancro, compartilhou as suas experiências nas redes sociais nos últimos meses, destacando os desafios enfrentados durante o tratamento e a importância da conscientização sobre o cancro.

Araújo abordou a realidade pós-tratamento do cancro, enfatizando que, após quimioterapia, radioterapia e imunoterapia, leva anos para recuperar uma sensação de vitalidade.

O ativista relatou que teve um período difícil, que o levou a quatro internamentos em situações cardio-respiratórias de alto risco. Araújo compartilhou a sua experiência de angústia ao lutar pela respiração e enfatizou a importância de receber ajuda médica a tempo.

No entanto, o ativista destacou que o seu cardiologista em Aveiro conseguiu melhorar seu estado de saúde e o seu coração já não acumulava líquidos nos pulmões. Revelou-se comprometido em manter hábitos de vida saudáveis e rigorosa medicação para garantir uma vida mais longa.

De lembrar que o ativista foi uma figura notável que liderou a SOS Habitat e lutou contra demolições inadequadas realizadas pelo governo do MPLA. A sua atuação foi frequentemente vista como incômoda pelo regime angolano. Na década de 70/80, Araújo enfrentou torturas e prisão devido ao seu envolvimento no movimento cívico contrário ao governo.

Há 14 anos, após perseguições políticas, ele se refugiou em Portugal. Apesar disso, retornou a Angola em 2009, apoiando a Frente para a Democracia, antecessora do Bloco Democrático, nas primeiras eleições pós período de paz. Posteriormente, devido a novas perseguições políticas, voltou à Europa, onde enfrentou problemas de saúde.

A morte de Luiz Araújo representa a perda de uma figura notável que dedicou sua vida à luta pelos direitos e justiça em Angola. A seu legado e luta em prol da conscientização política e dos direitos humanos permanecerão na memória daqueles que compartilharam a sua jornada.

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies