Sábado, Abril 13, 2024

BISPO DE CAXITO ENCORAJA ANGOLANOS A INVESTIREM NO PAÍS

Dom Maurício Camuto falava durante o XXVIIº Domingo do tempo comum na paróquia de Nossa Senhora do Rosário no Panguila recomenda a justa distribuição da riqueza nacional.

Por: apostolado
0 comentário

O uso da violência e a falta de responsabilização voltam a ser reprovadas pela igreja em Angola desta vez pelo bispo de Caxito que apela a mudança de comportamento e a convivência fraterna entre os angolanos.

 “ Os bens e serviços que deveriam servir para maioria estão somente a servir uns poucos, a nossa cobiça leva-nos a acumular bens e a ignorar a necessidade dos outros, a nossa cobiça, leva-nos também a ignorar a justa reivindicação daqueles que se sente lesados dos seus direitos a espezinhar os pobres e até a matar como bem mostra a parábola, sim, basta ver como se usa a violência abrupta contra os manifestantes aqui em Luanda u ate contra o pacato cidadão, como é o caso do jovem João Soma, morto diante de um hospital sem ser atendido e tantas outras pessoas como as zungueiras mortas em plena rua quando buscavam o sustento para as suas famílias, infelizmente até hoje não escutamos nenhuma condenação dos autores deste hediondos crimes, interrogamos que país é esse, porque esses angolanos não contam para o país só são números assim não deve ser”.    

O bispo de caxito encoraja aos angolanos a investirem no país.

“ Agimos no mundo como saqueadores não como guardiões e o senhor colocou o mundo sob o nosso poder, sob nossa gestão, colocou-nos no mundo como guardiões, basta ler o livro de géneses o senhor apresenta toda criação, depois de ter criado tudo, cria o homem e a mulher e coloca o homem e a mulher para gestão, para gerir todo o universo, tudo foi colocado sob autoridade do homem para que a gerisse a governasse, portanto um guardião da terra, mas em vez de guardião o homem age como um ladrão, infelizmente agimos assim na nossa terra de Angola, agimos como saqueadores, roubamos aqui para guardar lá fora em vez de sermos guardiões do que é nosso somos saqueadores daquilo que é de todos, daquilo que é nosso que vergonha”    

A segunda parte da encíclica publicada pelo Papa Francisco sobre o cuidado da natureza foi igualmente destaca pelo bispo de Caxito que apela a participação de todos na preservação da natureza. Fonte: Rádio Ecclesia

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies