Quarta-feira, Abril 24, 2024

PRISIONEIROS PALESTINOS EM ISRAEL PODEM MORRER POR SUPOSTA NEGLIGENCIA MEDICA. EMBAIXADOR DA PALESTINA EM ANGOLA CONSIDERA SITUAÇAO DESUMANA.

Nos próximos dias será realizada no Reino de Espanha a oitava Conferência da Coligação Europeia de Apoio aos Prisioneiros Palestinos, onde se exigirá que o Tribunal Internacional de Justiça investigue os crimes e violações de ocupação Israelense contra prisoneiros Palestinos.

Por: apostolado
0 comentário

O Embaixador da Palestina em Angola revelou em esta quinta-feira, 21, em entrevista aos órgãos de imprensa que a negligência médica é a violação mais proeminente no conflito Palestino-Israelense, e que isso já levou ao martírio de aproximadamente 74 palestinos.

“A ocupação Israelense continua a violar os direitos dos prisioneiros, tal como estipulado na Convenção de Genebra, no Direito Internacional e no Direito Humanitário” avançou.

Jubrael Bishara Shomali lamentou a morte de Walid Daqqa, que esteve preso mais de 37 anos e agora Israel se recusa entregar o corpo à família para que tenha um sepultamento condigno. Click e oiça a reportagem do jornalista Benhão Sapo

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies