Sexta-feira, Abril 12, 2024

BISPOS DA CEAST PREOCUPADOS COM INFORMAÇÕES SOBRE FIÉIS OBRIGADOS A PARTICIPAREM EM ACTIVIDADES POLÍTICO-PARTIDÁRIAS EM DIAS DE CULTO.

Respondendo à pergunta sobre a pobreza que se pode transformar em hábito cultural, alusão feita na abertura do evento pelo Presidente da CEAST, Dom Belmiro lamenta que a exiguidade de empregos tenha motivado o trabalho escravo de que muitos angolanos são vítimas.

Por: apostolado
0 comentário

Os bispos da CEAST reunidos na sua primeira plenária anual de 2024, dizem-se preocupados com informações sobre fiéis, sobretudo funcionários públicos, obrigados a tomarem parte de actividades político-partidárias em dias de culto, sobretudo em áreas remotas do país.  

A Nota Pastoral “com profunda surpresa sobre a liberdade do culto dominical”, foi lida pelo arcebispo de Malanje, Dom Luzízila Kiala.

E durante a conferência de imprensa que marcou o fim da referida actividade, o porta-voz da Conferência Episcopal, Dom Belmiro Tchissengueti, fez saber que o apoio aos empresários angolanos constitui a principal chave para que os angolanos tenham mais emprego e o país seja desenvolvido. Escuta a conferencia completa.

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies