Terça-feira, Novembro 28, 2023

SISMO EM MARROCOS MATOU MAIS DE 600 PESSOAS. HÁ CENTENAS DE FERIDOS.

Terramoto fez ruir edifícios em Marraquexe e terá causado muitas vítimas em regiões montanhosas de difícil acesso. Abalo foi sentido em Portugal e Espanha .

Por: apostolado
0 comentário

O forte sismo que abalou Marrocos na noite de sexta-feira matou 632 pessoas, segundo dados preliminares do Ministério do Interior do país magrebino divulgados pela televisão estatal. A maioria das mortes terá ocorrido em zonas montanhosas de difícil acesso. Há ainda registo de pelo menos 329 feridos, 51 em estado grave. Há centenas de feridos Marraquexe é uma das localidades mais atingidas pelo abalo, com registo de vários edifícios colapsados no centro histórico, património mundial da UNESCO.

Casas danificadas em Marraquexe

Em Marraquexe, algumas casas desabaram e as pessoas reuniram esforços para remover os escombros enquanto esperavam por equipamento pesado que facilitasse as operações, disse Id Waaziz Hassan, um habitante da cidade, à Reuters.

 

Imagens da muralha medieval da cidade mostram grandes fissuras numa secção e partes que desabaram.

 

Brahim Himmi disse à Reuters ter visto ambulâncias a sair da cidade e muitas fachadas de edifícios danificadas. Referiu ainda que as pessoas estavam assustadas e que iriam permanecer no exterior para o caso de haver outro sismo.

 

“O lustre caiu do tecto e eu fugi. Ainda estou na estrada com os meus filhos e estamos com medo”, disse Houda Hafsi, de 43 anos, em Marraquexe.

Fonte: O PÚBLICO

 

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies