Sexta-feira, Abril 12, 2024

MOVIMENTO DOS ESTUDANTES ANGOLANOS AMEAÇA INAUGURAR ANO LECTIVO COM MANIFESTAÇÕES CONTRA IRREGULARIDADES EM ESCOLAS PÚBLICAS.

QUANDO EXECUTIVO GARANTE APOSTA NA UNIVERSALIZAÇÃO DO ENSINO .

Por: apostolado
0 comentário

A universalização e gratuidade do ensino , a expansão da merenda e de infraestruturas  escolares , bem como a contínua capacitação do corpo docente são alguns dos desafios que o executivo angolano se propõem concretizar a curto praso. A intenção foi tornada pública pela ministra de estado para a area socaial Dalva Ringote  ao presidir ao acto de abertura oficial do ano lectivo 2023/2024 que , de acordo com a ministra   conta com mais de 8 milhoes de alunos dos quais mais de um milhão admitidos pela promeira vez no sistema de ensino.

Movimento dos Estudantes Angolanos, ameaça inaugurar ano lectivo 2023/2024 com uma onda de manifestações em todo o país, nas sedes provinciais de educação e municipais a 9 do corrente, caso o Executivo não corrija as irregularidades, que segundo o MEA assombram o sector do ensino público há vários anos, com destaque para a degradação das instituições, a corrupção, venda de vagas e a emissão tardia de certificados, que na sua óptica, impede os alunos ingressar o ensino médio.

  A posição foi tomada, hoje na capital do país, durante a conferência de imprensa em Viana. Oiça a reportagem do jornalista João Vissesse

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies