Quinta-feira, Abril 25, 2024

MORADORES DO PANGUILA NA PROVÍNCIA DO BENGO PEDEM A REALIZAÇÃO DAS AUTARQUIAS LOCAIS PARA ULTRAPASSAR OS PROBLEMAS SOCIAIS DA COMUNIDADE E, DESAFIAM A GOVERNADORA DA PROVÍNCIA A VISITAR OS BAIRROS.

Entre os principais problemas pelo que passam os moradores do Panguila, destacam-se a falta de água, o mau estado das vias e a criminalidade que ameaça sobre tudo os moto-taxistas.

Por: apostolado
0 comentário

Viver no Panguila é bom, mas o problema para nós motoqueiros, você trabalha apenas das seis horas até as dezoito horas, daí em diante não podemos mais circular por causa da delinquência. Temos problemas da água, as estradas não foram acabadas e só pararam no sector oito, há muita poeira, vai mais problema do transporte. Queremos que nos põe autocarros como temos visto nas outras localidades ”, lamentam os moradores.

A estes problemas acrescenta-se a relação do taxista com a polícia da localidade que exige licença aos condutores para exercer actividade de táxi na mesma localidade. Segundo os taxistas que fazem a rota Cacuaco Panguila, a polícia local não valida a licença de condução adquirida em Luanda, o que dificulta o exercício diário de quem procura o pão através da corrida e a dos próprios moradores com necessidades de deslocação.

Nós trabalhamos aqui, mas a dificuldade em vir cá é a polícia, não pode ver um táxi azul e branco já estendem a mão e o que eles exigem é a licença e nós temos, mas dizem que licença de Luanda aqui no Bengo não vale. Num carregamento, ganhamos as vezes, três mil kwanzas, mas quando a polícia manda parar só quer três mil e quinhentos ou cinco mil, isso assim, complica a vida dos moradores do Panguila”. Denunciaram os taxistas.

Tal como noutras localidades auscultadas pela nossa reportagem, os moradores do Panguila apontam as autarquias como caminho certo para ultrapassar os problemas aqui citados e, justificam.

Eu por exemplo com 35 anos que tenho nunca vi o administrador do município do Dande e na verdade, isso continua assim por falta das autarquias, porque se tivesse autarquias nós viveríamos aqui com o coordenador deste bairros e os problemas seriam resolvidos porque ele também vive aqui e conhece a nossa realidade”

Ainda âmbito da proximidade, estes cidadãos deixam o seguinte desafio a governadora do Bengo.

A nossa governadora não pode começar a depender dos relatórios dos seus colaboradores, deve ir visitar as comunidades para ver como é que estamos, povo não tem interesse em fazer mal nos governantes, nós os elegemos, mas agora, porquê não nos visitam?” Questiona um morador indignado com situação do bairro.

O Panguila pertence ao município do Dande província do Bengo e faz fronteira com o município de Cacuaco em Luanda e está dividido em Nove Sectores dos quais, apenas sete têm a estrada principal asfaltada.

Repórter: Benhão Sapo

 

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies