Sexta-feira, Julho 5, 2024

HOMICÍDIO EM VIANA, MÃE ACUSADA DE MATAR FILHO DE 5 ANOS, PARA ENCOBRIR TRAIÇÃO CONJUGAL.

O casal chegou a mesmo a separar-se, há três meses, mas partilhavam o mesmo tecto. As agressões contra o pequeno Tárcio eram constantes.

Por: apostolado
0 comentário

 

 

Uma mulher em Viana está detida acusada de matar o filho menor de 5 anos, com intenção de esconder a traição conjugal, já que a criança, segundo relato feito pela mesma ao SIC, não era do seu esposo.

A HISTÓRIA COMPLETA DA SITUAÇÃO

Uma senhora identificada apenas por Arminda, de 32 anos de idade, asfixiou mecanicamente uma criança de 05 anos e atirou-a num tanque de água na companhia de outra de 03 anos, esta segunda-feira, 26, por causa de constantes discussões com marido que gostava mais do primeiro filho, Tárcio, que resultou de um encesto (da mulher com o próprio pai).

Arminda teve o primeiro filho com o seu próprio pai, mas um homem não se importou da história e contraiu matrimónio com ela, resultando em duas filhas: de três e de um ano.

Tárcio, de 05 anos de idade, merecia mais atenção do padrasto em relação Elizângela (primeira filha do casal), motivo suficiente para constantes e acesas discussões.

O casal chegou a mesmo a separar-se, há três meses, mas partilhavam o mesmo tecto. As agressões contra o pequeno Tárcio eram constantes.

No dia 26 do mês em curso, a pequena Elizângela viu o seu irmão a ser severamente agredido pela mãe.

Tendo se apercebido que a pequena estava a assistir tudo, passou a ser também vítima das agressões. Amarrou as duas crianças nos membros superiores e inferiores e atirou-as num tanque de água.

Elizângela, de três anos, sobreviveu, mas Tárcio teve morte imediata. Belarmino Andrade Domingos de 17 anos de idade, sobrinho da acusada, conta o que sabe.

“Estávamos todos em casa com mais dois pedreiros e resolvi ausentar-me para acompanhar um colega de escola. Em 15 minutos, regressei à casa, a tia Arminda ao deparar-se comigo no portão, orientou-me para ir comprar um refrigerante na cantina”, narrou, referindo que quando se aproximava do portão, a tia voltou a mandá-lo comprar outro refrigerante.

“No meu regresso, estranhamente, orientou-me para tomar banho, que ela estava de saída de casa e deixou orientações de que tão logo terminasse o banho, fosse observar as crianças na casa da vizinha, o que não era hábito”, observou, revelando que, na vizinha, as crianças não estavam, pelo que regressou à casa.

“Aí, comecei a ouvir vozes de Elizangela, a chamar por mim, pedindo socorro mas não entendíamos de onde vinham, por isso, solicitei a colaboração dos dois pedreiros e começamos a procurar”, informou, sublinhando que deram conta que ela estava no tanque de água, tendo um dos pedreiros mergulhado e resgatado a criança com vida, mas amarrada. Já a de 05 anos não respirava e apresentava sinais de espancamento na testa, para além da fita na boca.

A menina afirma a pés juntos que foi a mãe que os amarrou e os jogou no tanque de água.

Laurinda Neto, tia dos petizes, disse que a menina está em choque e, repetidas vezes, reafirma que foi a mãe que os colocou no tanque.

Laurinda disse que Arminda é uma pessoa calma, fria, pelo surpreendeu pela negativa toda a família. “Job (esposo) e a Arminda viviam uma vida de maravilhas e estão separados há três meses, apesar de ainda partilharem a mesma casa.

Ela salienta que apesar de saber da paternidade do filho, Job sempre o considerou filho primogénito. “Prestava muita atenção no miúdo”, disse, não compreende o facto de esta atenção ter incomodado Arminda. FONTE: SITE – NA MIRA DO CRIME

A tentativa era de matar dois filhos já que o mais novo, de três anos assistiu a agressão ao seu irmao. Vamos acompanhar o porta-voz do SIC Luanda Fernando Carvalho.

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies