Quarta-feira, Junho 12, 2024

CONHEÇA O NOVO AEROPORTO INTERNACIONAL DE LUANDA, CONHEÇA O QUE CARACTERIZA O NOVO AEROPORTO INTERNACIONAL DE LUANDA.

Qual será o destino da SGA após a inauguração do novo Aeroporto?

Por: apostolado
0 comentário

Quais são as diferenças existentes entre o Aeroporto 4 de Fevereiro e o Novo Aeroporto?

O Aeroporto 4 de Fevereiro dispõe de uma área de ocupação de aproximadamente 450 hectares, em contrapartida o novo Aeroporto Dr. Agostinho Neto é de aproximadamente 1.324 hectares, sendo evidente a diferença ocupacional entre os dois aeroportos. Além disso, perspectiva-se 15 milhões de passageiros por ano e 130 mil toneladas de cargas por ano. Em termos comparativos, observamos claramente as diferenças do AIAAN em relação ao Aeroporto 4 de Fevereiro que tem uma capacidade de tráfego de 2 milhões de passageiros ano, o novo aeroporto foi concebido para ser um HUB com ligações domésticas, regionais, e internacionais, sendo a principal porta de entrada de Angola para o Mundo, tendo sido projectado para a operação de aeronaves de última geração. O novo aeroporto possui 3 terminais de passageiros e 1 de carga, contrariamente ao Aeroporto 4 de Fevereiro que possui apenas um terminal de passageiros.

 

O que é o ATO?

 

O ATO é o gestor temporário do aeroporto, entidade responsável pela implementação de todas as medidas de gestão que garantam a activação e operação do Aeroporto internacional Dr. António Agostinho Neto (AIAAN).

 

Qual será o destino da SGA após a inauguração do novo Aeroporto?

 

A SGA assumirá a gestão dos demais aeroportos no país, abrangendo as outras províncias.

 

O que é o processo de Concessão e como este se desenvolve?

 

O processo de Concessão é aquele pelo qual se desenvolve todos os passos para a atribuição dos direitos de exploração e gestão do aeroporto a longo prazo. O processo de Concessão desenvolve-se mediante o anúncio de abertura de concurso público e segue os trâmites legais de um concurso público, nos termos da lei dos contratos públicos, com as devidas adaptações.

 

Por quê  o novo aeroporto funcionará com uma certificação provisória e quais são os critérios para que o AIAAN obtenha a certificação definitiva?

 

O novo Aeroporto funcionará com uma certificação provisória porque ainda não há experiência suficiente de operação do aeroporto, em razão do início de operações no aeroporto, desta feita, o Operador de Aeródromo deve requerer à ANAC a emissão de um Certificado Provisório de Aeródromo. O critério para que o AIAAN obtenha certificação definitiva prende-se com a demonstração do cumprimento aos requisitos constantes do parágrafo 22C.103 do Normativo Técnico Aeronáutico N.º 22C e regulamentação complementar.

 

Qual é a razão do novo Aeroporto abrir de forma faseada?

 

A abertura faseada do novo aeroporto ocorre por razões de segurança, testes, certificação, formação do pessoal e para avaliar a procura real. Isso ajuda a minimizar riscos e garantir uma transição suave para a operação completa.

 

Como funcionará o processo de transferência do 4 de Fevereiro para o novo Aeroporto?

 

A transferência do Aeroporto 4 de Fevereiro para o novo aeroporto está sendo realizada por meio da metodologia ORAT (Operational Readiness and Airport Transfer), que é amplamente reconhecida para gerenciar com sucesso a transição de uma nova instalação ou projecto da fase de construção para operações activas. A missão do ORAT é minimizar os riscos durante a activação do novo aeroporto, garantindo uma transição suave e contínua do estado de conclusão da construção para o início das operações.

 

Como o novo Aeroporto contribuirá para o aumento do turismo e a promoção do país no cenário internacional?

 

O novo Aeroporto Dr. António Agostinho Neto terá um papel fundamental no aumento do Turismo e na promoção de Angola internacionalmente. Sendo moderno e eficiente, facilitará a chegada e a partida de visitantes, ampliando as opções de voos e serviços. Além disso, o aeroporto servirá como vitrine da cultura, história e identidade de Angola, despertando o interesse de turistas e potenciais investidores. Assim, o novo aeroporto se tornará uma ferramenta estratégica para o crescimento do sector turístico e a projecção do país globalmente.

 

Qual é a data para conclusão da construção e operacionalização do Aeroporto?

 

O novo aeroporto está em construção contínua em uma área de cerca de 30 quilómetros quadrados e a sua data de operação prevista é 10 de Novembro de 2023.

 

Como decorrerá o processo de recrutamento? Quando começa e qual o plano a médio prazo?

 

O processo de recrutamento decorre com abertura de concurso público, devendo os candidatos submeter os currículos no correio electrónico recrutamentoaiaan@mintrans.gov.ao. Começou em Julho de 2023 e decorrerá até Junho de 2024, subdividido em 3 fases, para o preenchimento das vagas de forma gradual, em função do processo de transferência dos serviços aeroportuários do Aeroporto 4 de Fevereiro para o Aeroporto Dr. António Agostinho Neto, nomeadamente:

 

1º Serviços de carga – 11 de Novembro de 2023;

 

2º Voos domésticos – Fevereiro de 2024;

 

3º Voos internacionais – Junho de 2024.

 

O que acontece aos funcionários do Aeroporto 4 de Fevereiro? Serão incorporados? Caso contrário, como será o processo de desvinculação?

 

Está previsto a incorporação de cerca de 20 a 30 por cento dos funcionários que fazem parte do quadro de pessoal da empresa Sociedade Gestora de Aeroportos (S.G.A, S.A.), actual operador do Aeroporto 4 de Fevereiro. Os mesmos serão submetidos a avaliação, participarão nas acções de formação previstas e do processo de certificação do AIAAN.

 

Qual é o número de empregos previstos para a operacionalização do AIAAN?

 

Está previsto um  total de 557 empregos, sendo que 175 para a 1.ª fase, 257 para a 2.ª fase e 125 para a 3.ª fase.

 

Qual é o custo aproximado de todo o projecto de construção?

 

O projecto de construção do novo aeroporto tem um custo estimado de 2,8 mil milhões de dólares norte americanos.

 

Projectado para ser um HUB

 

Os hubs aeroportuários são centros de conexão que permitem aos passageiros viajar entre diferentes destinos com uma única companhia aérea. Eles facilitam o transporte aéreo internacional e aumentam a competitividade das companhias aéreas.

 

O Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto foi concebido para ser um HUB com ligações domésticas, regionais e internacionais, sendo a principal porta para o Mundo, tendo sido projectado para operação de aeronaves de última geração.

 

PERGUNTAS FREQUENTES

Que implicações económicas e sociais o novo Aeroporto Dr. António Agostinho Neto vai trazer ao país?

 

A construção do novo aeroporto internacional Dr. António Agostinho Neto tem inúmeros impactos macroeconómicos significativos, destacando o crescimento do turismo e receita de viagens; expansão do comércio internacional; criação de empregos directos e indirectos; desenvolvimento de infra-estruturas e investimentos associados; aumento ou valorização das propriedades locais; melhoria da conectividade regional e internacional; aumento de receitas fiscais para o Governo; estímulo ao desenvolvimento tecnológico e entre outras implicações que irão potencializar cada vez mais o país.

 

Qual será a entidade responsável pela gestão aeroportuária?

 

Actualmente, o Aeroporto Dr. António Agostinho Neto está sob a gestão temporária do ATO por um período previsto de 12 meses. Isso ocorre enquanto o processo de concessão para a gestão de longo prazo do novo aeroporto está em andamento. A gestão temporária pelo ATO visa garantir a continuidade das operações enquanto o processo de concessão se desenvolve.

 

Como será garantida a acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida?

 

O novo Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto foi projectado com atenção especial à acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida. Foram implementadas medidas abrangentes, como rampas, elevadores e treinamento do pessoal do aeroporto, para garantir a mobilidade e acessibilidade adequada para todos os passageiros, tornando o aeroporto inclusivo e amigável para todos.

 

Como serão atendidas as necessidades de transportes públicos para facilitar o acesso ao novo Aeroporto?

 

Foram criadas condições para o acesso dos transportes públicos ao novo aeroporto, por meio de comboios e autocarros, nomeadamente construção de novas estações no Bungo, Musseques, Viana e Baia, além de uma estação de conexão e o Terminal Ferroviário do Novo Aeroporto.

 

Qual será o impacto do novo Aeroporto a nível local, regional?

 

Devido a sua localização estratégica, o AIAAN impulsionará o crescimento do transporte aéreo nacional e regional, beneficiando aproximadamente 415 milhões de habitantes na sub-região da África.

You may also like

O Apostolado Angola - Ontem, Hoje, amanhã e Sempre - Informação Com Credibilidade

O Apostolado – Jornal da Actualidade da CEAST – Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe, é um site de notícias e representa o ponto de vista a CEAST com relação aos notícias local e internacional.

2023 –  Direitos Reservados. Jornal o Apostolado.  Developed by TIIBS, Lda – TIIBS, Lda – Technology Consultants

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler Mais

Política de Privacidade & Cookies